É importante entender como a correria do dia a dia está relacionada ao cansaço. Para o professor Jacob Jehuda Faintuch, da Clínica Médica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP), o cansaço está relacionado a circunstâncias comuns do cotidiano, como dormir pouco e mal, estudar e trabalhar muito, além da falta de condicionamento físico.

“Após um dia pesado de trabalho, além da diminuição de glicogênio – reserva de glicose no músculo – e acúmulo de ácidos orgânicos, temos muitas pequenas lesões musculares e ligamentares que dão a sensação de cansaço”, comenta o médico. Ele também explica que a fadiga pode ter causa psicológica, comum nos casos de depressão, ou estar associada a doenças como infecções, inflamações, insuficiência cardíaca, pulmonar, hipotiroidismo, entre outras.

Por onde começar a diminuir o cansaço e estresse

Quando as causas do cansaço e do desânimo não estão ligadas a fatores físicos ou psicológicos, incorporar um pouco de movimento na rotina traz benefícios como mais energia e vigor. “O indivíduo que pratica esporte vive mais e melhor”, lembra o professor Faintuch. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a atividade física é fator determinante do gasto energético e fundamental para o balanço de energia e perda de peso. Já foi demonstrado que a sua prática regular de exercícios reduz o risco de doenças coronarianas, acidente vascular cerebral (AVC), diabetes, hipertensão, depressão, etc.

Mais benefícios do que você imagina

A prática de atividades físicas – mesmo 10 minutinhos diários – traz benefícios, pois liberar substâncias no organismo (endorfina e adrenalina) que promovem a sensação de bem-estar, tornando o dia mais prazeroso e aumentando a disposição para o trabalho. Um dos principais benefícios é quebrar a inércia corporal e permitir que a mente se desligue por alguns momentos das preocupações. Adotar hábitos saudáveis como exercícios físicos e dieta balanceada ajudam a diminuir o cansaço físico e o estresse da rotina.

Adote algumas dicas para ter energia extra

Durma bem. Recomendam-se oito horas de sono para um adulto.
Cuide da alimentação, prefira carnes magras, frutas e vegetais.
Alongue-se. Para cada hora de trabalho, você deve parar de 5 a 10 minutos para alongar.
Caminhe no ambiente de trabalho ou em casa. Usar as escadas ajuda.
Fique aberto para atividades físicas não programadas, como subir e descer lances de escadas, estacionar o carro mais distante e também descer do ônibus um ponto antes.
Utilize um pedômetro na cintura para contar quantos passos você deu ao longo do dia e saber quanto você se movimenta. Uma pessoa ativa deve caminhar cerca de 10 mil passos por dia. Surpreenda-se!

Fonte: Revista VivaSaúde