A pressão arterial alta é muito comum no Brasil, cerca de metade dos idosos sofrem com o problema, mas os jovens também não estão livres dessa doença sem cura e que exige cuidados pelo resto da vida a fim de evitar infarto ou derrame.

Assim como em qualquer doença, o melhor é sempre prevenir do que remediar, e no caso da hipertensão, a prevenção não foge do básico que é manter hábitos saudáveis:

Manter o peso: o sobrepeso dificulta o trabalho do coração em bombear o sangue.

Praticar exercícios físicos: Melhoram todo o sistema circulatório e pulmonar, principalmente as atividades aeróbias.

Reduzir a ingestão de sal: O sal retém líquidos, acarretando no aumento do nível da pressão arterial.

Evitar bebidas alcoólicas e cigarros: Excesso de álcool e tabaco elevam a pressão.

É de extrema importância que todos afiram a pressão arterial, no mínimo, uma vez por ano, e ao constatar que está elevada ou sentir alguns sintomas deve-se procurar imediatamente um médico. Os principais sinais são: tontura, visão turva, falta de ar, enjoos, dor na nuca e dor no peito.

Em 90% dos casos, a doença é hereditária, mas outros fatores podem causar, como por exemplo, problemas de tireoide ou em glândulas endocrinológicas e o paciente muitas vezes ficam dependentes do remédio pelo resto da vida.