Quando o despertador toca de manhãzinha costuma ser bem desagradável, ainda mais nesse tempinho frio. Muitos adiam o horário do alarme e ficam enrolando na cama, mas outros preferem levantar e gostam de madrugar, esse hábito está diretamente relacionado à qualidade de vida.

As pessoas que dormem e acordam tarde não possuem necessariamente problemas de saúde, nem são menos saudáveis do que os que despertam de manhã, mas pesquisas realizadas pela Universidade de Roehampton apontam diversos benefícios aos que madrugam, eles costumar serem mais magros e felizes.

O relógio biológico de cada um determinará o melhor horário para dormir e acordar, mas o horário mais saudável para se deitar é por volta das 22h, isso porque nesse horário há um aumento de melatonina no organismo, substância que gerencia o sono. Deitando esse horário, a tendência é que a pessoa acorde às 6h.

E apesar do mau humor matinal, que é normal, quem acorda cedo é menos estressado, pois o dia dura mais tempo e assim as pessoas conseguem organizar melhor as atividades a serem feitas no dia, sem precisar se apressar.

Ter mais tempo para as atividades diárias, além de reduzir o estresse, diminui a ansiedade e mantém a sanidade mental. Se possível, pratique atividades físicas logo pela manhã, aumenta a energia para enfrentar um dia de trabalho e melhora o humor.

Mas o maior benefício de sair da cama cedo é poder tomar um bom e farto café da manhã, a alimentação matutina é essencial para manter a energia, controlar a produção de cortisol, hormônio que deixa o indivíduo mais ativo e estimulado, e estimular a produção de serotonina, substância relacionada à disposição e ao bom humor. Além de diminuir a vontade de comer durante o dia, ajudando no controle do peso.