Qualidade em Saúde

 

Todas as novidades sobre saúde e bem-estar você encontra aqui, no Qualidade em Saúde. Informacões sobre como manter sua saúde em dia, prevenção de doenças e muito mais sobre qualidade de vida.

 

Mais sobre Saúde

Tantas mulheres sofrem com alergia a absorventes externos e precisam usar o interno, mas agora elas possuem uma alternativa, o coletor menstrual, um copinho de silicone utilizado para coletar todo o sangue menstrual.


Pode parecer esquisito, mas a grande maioria das mulheres que experimentaram, alegam que não podem mais viver sem. Ao contrário do absorvente interno que precisa ser introduzido ao fundo do canal vaginal, o coletor fica localizado na entrada da vagina. Nos primeiros ciclos, algumas mulheres se sentem incomodadas por sentirem o coletor, mas após três ou quatro ciclos já se adaptam e não sentem mais, já que o copinho é ajustável ao corpo.

Veja quais os motivos pelo qual o coletor é uma boa opção:

- Pode ser encontrado em dois tamanhos diferente, um para mulheres com mais de 30 anos ou com filhos, e as outras para as demais mulheres, sem filhos e mais novas;

- Produzido com material hipoalergênico é difícil que alguma mulher apresente rejeição ao coletor. O uso só não é recomendado para mulheres que ainda não tiveram relação sexual ou logo após passar pelo parto;

- O valor médio do coletor é de R$80,00 e o coletor dura de 5 a 10 anos;

Com o coletor, o sangue não tem contato com o ar, portanto o odor não se prolifera, além de que a pele não tem contato direto com o sangue, evitando alergias e incômodo.

É recomendado que o coletor seja esvaziado a cada 6 a 12 horas, dependendo com o fluxo menstrual de cada mulher e sempre que retirar, fazer a higienização com água fria e sabão neutro, ao final de cada ciclo, é indicado que ferva o coletor por 5 minutos.

Quando o despertador toca de manhãzinha costuma ser bem desagradável, ainda mais nesse tempinho frio. Muitos adiam o horário do alarme e ficam enrolando na cama, mas outros preferem levantar e gostam de madrugar, esse hábito está diretamente relacionado à qualidade de vida.

Durante a gestação muitas mudanças ocorrem no corpo feminino, além do crescimento da barriga, outras alterações são perceptíveis no comportamento e na pele, algumas boas e outras nem tanto.

É comum vermos pessoas espirrando e tossindo a todo o momento e isso acontece porque grande parte da população sofre com a rinite alérgica que é uma inflamação da mucosa que reviste o nariz, provocada por uma reação alérgica quando em contato com partículas consideradas estranhas pelo organismo, como a poeira, o pólen e alguns alimentos.

Quando a menstruação atrasa nem sempre é sinal de gravidez, sabia? Há diversos fatores que podem interferir diretamente no ciclo menstrual da mulher, como fatores psicológicos e hábitos diários.

Manter a saúde mental é essencial para levar uma vida tranquila e ter bons relacionamentos, mas quando falamos de saúde mental, não quer dizer estar isento de doenças mentais, mas sim de estar bem consigo mesmo e ter a auto estima elevada.

A pressão arterial alta é muito comum no Brasil, cerca de metade dos idosos sofrem com o problema, mas os jovens também não estão livres dessa doença sem cura e que exige cuidados pelo resto da vida a fim de evitar infarto ou derrame.

Ao andar pelas ruas podemos ver que a grande parte das pessoas, em sua maioria jovem, está fazendo uso de fones de ouvido e, normalmente, com o som extremamente alto para não ouvir o barulho ao redor. Porém esse hábito de distração é prejudicial à saúde do seu ouvido.

Todas as mulheres estão mais do que acostumadas a todos os meses ter que usar absorvente, mas acontece que algumas podem desenvolver dermatite de contato, popularmente chamado de alergia, devido ao aumento da temperatura e de umidade na genital.

O inverno chegou e junto com ele muitas doenças respiratórias e problemas alérgicos, o mais comum é ver pessoas tossindo e espirrando o tempo todo.

A gestação é um período maravilhoso por qual as mulheres desejam e esperam ansiosamente, porém nem tudo é tão lindo como parece ser. De 10% a 20% das gestantes sofrem de depressão e algumas podem ter que aderir ao uso de medicamentos para se tratarem.

O colesterol é uma gordura indispensável para o funcionamento do metabolismo, desempenhando importantes funções. Porém, quando em excesso, essa gordura torna-se prejudicial e pode desencadear vários problemas, principalmente as doenças cardiovasculares.