As vezes na tentativa de mantermos os dentes bem cuidados e limpos acabamos por prejudicá-los, isso porque alguns hábitos que são considerados corretos, na verdade são totalmente prejudiciais aos dentes.

Esses erros normalmente ocorrem principamente durante a juventude, quando os adolescentes estão mais vaidosos e querem a todo momento limpar os dentes com a esperança de que fiquem mais brancos e os deixem com um belo sorriso.

Confira quais os principais erros cometidos durante a higienização bucal:

Escolha da escova: Durante a escovação temos a falsa impressão de que quanto mais duras forem as cerdas, mais limpos os dentes ficarão, porém o que realmente ocorre é que as cerdas duras provocam o desgaste do esmalte dentário e machucar a gengiva ao longo do tempo.

Forçar a escovação: Para ter uma boa limpeza sem machucar é totalmente dispensável o uso da força, de preferência com a utilização de uma escova com cerdas ultramacias e com em torno de cinco mil cerdas.

Usar escovas desgastadas: O consumo médio de escovas no Brasil é de uma a cada um ano e meio por pessoa, enquanto o ideal seria trocar a escova a cada dois meses. Quando a escova já está desgastada, acabamos tendo que impor força durante a escovação, o que já vimos não ser correto.

Excesso de escovação: Aqueles que escovam os dentes por diversas vezes ao dia podem desgastar o esmalte dentário. O mais importante é a qualidade da escovação, portanto fazer uma boa e correta higiene bucal três vezes ao dia é o suficiente.

Uso de creme dental: O recomendado é que se use pouco creme dental, porque o que irá fazer higienização e remoção das placas bacterianas é a escova e não o creme. Além do mais, muitos usam cremes dentais abrasivos achando que irá facilitar a limpeza, mas esses cremes podem causar hipersensibilidade dental.

Horário da escovação: Um dos erros mais comuns é escovar os dentes logo após a refeição, o correto é esperar em torno de 30 minutos, tempo necessário para que a saliva neutralize o pH dos alimentos e bebidas.

Fazer apenas bochecho: Quando não há tempo de escovar os dentes, muitos optam por apenas fazer bochecho com água, mas isso pode atrapalhar o proceso de neutralização do pH. O ideal é utilizar apenas o fio dental em casos que não é possível fazer a escovação.

Não escovar todas as áreas: O local preferido das cáries e bactérias que causam as doenças gengivais é entre os dentes, por isso é recomendado o uso de uma escova interdental.

Usar enxaguantes bucais exageradamente: O uso de enxaguantes deve ser feito sob orientação do dentista, pois a automedicação pode resultar em hipersensibilidade dentária e pigmentação dos dentes.