A cirurgia de extração do dente do siso ou dentes do juízo causa medo em muitas pessoas, mas não é tão complicado como dizem e nem tão dolorido se seguir todas as recomendações dadas pelo seu cirurgião dentista.

A retirada do dente nem sempre é necessária, só é feita quando os dentes não nasceram na posição adequada, de forma que irá comprometer a arcada dentária, ou quando não há espaço para eles nascerem. Ainda são avaliados outros fatores, como se será possível fazer a higienização correta dos últimos dentes, se a presença deles irá empurrar os dentes vizinhos, se alterará a mordida e até mesmo se está provocando dor na face.

No momento da cirurgia não há o que temer, a anestesia é local e ministrada por injeção, mas se preferir, pode conversar com o seu cirurgião dentista para utilizar um sedativo antes que controle a ansiedade.

Após a região estar adormecida, é feita uma incisão na pele da gengiva para que seja possível o acesso ao dente que será retirado, caso ainda não tenha nascido é feita a remoção do osso que o recobre e por fim, retira o dente. A forma em que será retirado dependerá da posição do dente e das condições do paciente. A cirurgia pode levar de uma a duas horas.

Após a cirurgia é normal que a boca ainda fique um pouco dormente, a anestesia leva em torno de quatro a cinco horas para passar totalmente o efeito, nas primeiras 24 horas pode acontecer sangramentos e ficar com dor muscular na face, devido à tensão durante a cirurgia, além da presença de hematomas faciais.

A extração do siso, assim como qualquer cirurgia, necessita de alguns cuidados pós-operatórios, portanto nos três primeiros dias, deve ser feito uma dieta líquida e nos quatros dias seguintes, é recomendada uma dieta pastosa, é importante evitar alimentos quentes para ajudar a diminuir o inchaço e evitar sangramento. Evite o cigarro e o consumo de bebidas alcoólicas. E na hora da higiene bucal, tenha cuidado ao escovar os dentes, evitando os dentes próximos ao siso e sem fazer bochechos ou cuspir. Não se expor ao sol e não se exercitar é importante a fim de evitar sangramentos e complicação na cicatrização.