As mulheres já são vaidosas por natureza, mas durante a gravidez, elas querem ficar ainda mais bonitas. Com as transformações físicas e psicológicas é normal que as grávidas fiquem com a autoestima abalada e por isso procuram com mais frequência os tratamentos estéticos.

Um dos mais procurados é o clareamento dental, mas muitas mulheres têm medo de que o procedimento prejudique a saúde do bebê. Infelizmente, ainda não há um consenso sobre o assunto. O clareamento a laser e o caseiro, são a base de substâncias ativas, chamadas de peróxidos, responsáveis por provocar um processo oxidante nos dentes. Essa oxidação é prejudicial às células e aos tecidos, porém não há comprovação de que fazem mal ao desenvolvimento do bebê.

Pela falta de informação concreta, a melhor opção é adiar o clareamento para após o parto, por medidas de segurança. Mas não é por isso, que a grávida deverá ficar com os dentes manchados, a boa aparência é fundamental para o emocional da mãe, então o recomendado é que faça a ingestão de alimentos que ajudam a clarear os dentes.

O morango contém altos índices de ácido málico, um adstringente natural que remove manchas no dente, além de ser excelente fonte em vitamina C, evitando o acúmulo de placas bacterianas. Outro aliado no clareamento dentário é o espinafre, que aumenta o fluxo salivar, auxiliando na limpeza dos dentes. Os queijos, principalmente os mais duros, também ajudam na reparação do esmalte dentário. Outros exemplos de alimentos que auxiliam a limpeza dos dentes são: maçã, pepino, iogurte, leite, salmão e a pêra.

E claro, o mais importante é que a mulher não descuide da higiene bucal, é fundamental a boa escovação diária, após todas as refeições e todas as vezes que passar mal, sem se esquecer de utilizar o fio dental.