Embora o normal seja os adultos terem mau hálito, as crianças também podem ter, mesmo que sejam saudáveis. A halitose em bebês e crianças é provocada por vários problemas como alimentação, boca seca ou infecções respiratórias.

 

Porém, a má higiene bucal é ainda o principal motivo, embora os dentes só comecem a aparecer a partir dos 6 meses de idade, a limpeza deve ser feita desde o nascimento, pois as bactérias se depositam no interior da boca provocando o mau hálito e outros problemas, como a cárie.

O fato de fazer a higienização bucal não quer dizer que está livre do problema, é preciso que seja feita adequadamente, utilizando a pasta dental recomendada sem qualquer tipo de químico, pois as substâncias químicas podem causar pequenas feridas na boca da criança acarretando no desenvolvimento de bactérias.

Deve-se tomar cuidado ao iniciar a introdução de papinha na alimentação infantil, evite utilizar alimentos com cheiro forte, pois assim como nos adultos, os alimentos deixam um cheiro intenso na boca da criança também.

Outros responsáveis pela halitose são a boca seca e infecções respiratórias e da garganta, ambos são muito comuns em crianças, a boca seca é devido a maioria dos bebês e crianças dormirem com a boca aberta e as infecções como sinusite e amigdalite estão sempre presente nessa faixa etária.

Para evitar a halitose no seu filho, tente escovar os dentes dele por, no mínimo, duas vezes ao dia e sempre antes de dormir. Não se esqueça de fazer a higienização da língua com cuidado e a parte interna das bochechas. Caso seu filho use chupeta ou tenha o costume de chupar o dedo, tente tirar esse hábito dele, pois pode aglomerar bactérias e provocar mau cheiro também. A visita periódica ao dentista também é fundamental a fim de eliminar qualquer bactéria que possa estar alojada na boca da criança.