A adolescência é um período de grandes mudanças, desde as físicas até as comportamentais. Com o aumento do tamanho do corpo, em estatura e peso, aumentam as necessidades não só de energia, mas também de ferro e cálcio, importantes para a composição do sangue, músculos e ossos.

Por isso, o consumo de alimentos ricos nesses nutrientes é mais do que necessário e deve ser estimulado.

As meninas, especialmente, devem aumentar o consumo de ferro, já que é durante esta fase que acontece a menarca – a primeira menstruação – que depois se repete todos os meses, com perda de sangue e, portanto, de ferro. Os principais alimentos que contêm ferro são as carnes, aves, peixes, ovos e feijões.

Outra característica típica da adolescência é o crescimento rápido do corpo. Nas meninas, ele acontece antes da menarca. Nos meninos, quando já estão um pouco mais velhos, entre os 13 e os 15 anos. Nessa fase, o gasto calórico do corpo aumenta e deve ser observado para a manutenção de um peso saudável.

Os aspectos comportamentais também têm grande influência na escolha alimentar dos adolescentes. Esta época da vida é caracterizada pela autoafirmação e pelo questionamento da autoridade e dos valores dos pais. A opinião do grupo passa a ter maior importância nas decisões, pois há a necessidade de aceitação. Por isso, o consumo de alimentos do tipo fast food é mais frequente e pode facilitar o ganho de peso.

As dietas radicais também estão se tornando cada vez mais comuns entre os adolescentes, na busca do corpo ideal, baseado nos ídolos de beleza. Mas esta é uma prática perigosa, que pode afetar a saúde e até dificultar o controle de peso no futuro.

O ideal é buscar o controle de peso através da alimentação balanceada e dos exercícios. E para que essa prática seja prazerosa, as atividades físicas devem ser inseridas no dia a dia, de preferência com os amigos.

Fonte: sadia.com.br