A ansiedade está ganhando destaque nos consultórios junto com a depressão e cada vez mais precisam da intervenção de medicação e psicoterapia.  O que poucos sabem é que a alimentação também é uma forte aliada no combate ao nervosismo e uma dieta balanceada pode acalmar o paciente.

Os sintomas da ansiedade envolvem nervosismo, tremores, tensão muscular, sudorese, palpitações, tonturas, medos, insônia e até mesmo aquela vontade de atacar a geladeira e comer tudo o que tiver, mas se escolher os alimentos corretos poderá ficar mais calmo.

Frutas cítricas: A vitamina C diminui a secreção de cortisol, hormônio liberado em resposta ao estresse. Seu consumo ainda promove o bom funcionamento do sistema nervoso e aumenta a sensação do bem-estar.

Leite, ovos e derivados: Ricos em triptofano, um tipo de aminoácido que aumento a produção de seretonina, hormônio que proporciona a sensação de felicidade e bem-estar.

Carboidratos: É recomendado o consumo de 6 a 9 porções diárias de carboidratos, que elevam o nível de açúcar no sangue, proporcionando energia e disposição.

Banana: A fruta também é rica em triptofano, por isso alivia os sintomas da depressão e ansiedade.

Carnes e peixes: São as melhores fonte de triptofano e de taurina, uma substância que aumenta a disponibilidade de um neurotransmissor que o organismo usa para controlar a ansiedade.

Chocolate: Rico em flavonóides que favorece a produção de seretonina.

Espinafre: Contém folato, uma vitamina antidepressiva natural.

Maçã: Ricas em carboidratos, além de combater a ansiedade, a fruta relaxa.

Mel: Auxilia na produção de serotonina.