As vitaminas são de extrema importância para o bom funcionamento do organismo e a falta delas são muito prejudiciais, por isso muitas pessoas têm o hábito de ingerir suplementos vitamínicos, o que poucos sabem é que até mesmo o excesso delas podem ser prejudiciais.

Porém, esses suplementos só devem ser consumidos quando houver indicação médica e na quantidade certa, para suprir a falta de alguma vitamina específica. Apesar de serem nutrientes que promovem o bem- estar, quando ingeridas em excesso podem também causar problemas à saúde.

A hipervitaminose ocorre com a ingestão de altos níveis de vitaminas e pode levar à intoxicação. Dificilmente se dá pelo consumo excessivo de alimentos ricos em vitaminas, na maioria dos casos é devido a ingestão indevida de suplementos alimentares. Os casos mais graves são quando o paciente tem alto nível de vitamina A e D no organismo, as demais costumam ser eliminadas pela urina.

Na hipervitaminose A, os sinais da intoxicação crônica são o cabelo escasso e áspero, a queda parcial das sobrancelhas, as rachaduras labiais e a pele extremamente seca. Se não for tratado, o paciente pode ter hipertensão intracraniana, cefaleia intensa e fraqueza generalizada. Já nas crianças, ocorrer excrescência óssea, dores articulares e, em casos mais graves, o fígado e o baço podem aumentar de tamanho.

Em caso do excesso de vitamina B, quando for a vitamina B12, causa reações alérgicas e alterações esplênicas. Se for a B1, pode levar a vasodilatação periférica, queda na frequência respiratória, convulsões, e até levar ao óbito por paralisia do centro respiratório.

Já com o alto nível de vitamina D, os sintomas demoram a aparecer, o que pode causar graves danos aos ossos, fragilidade dos tecidos e dos rins, além do aumento excessivo de cálcio no sangue, retirado dos ossos, que pode acarretar na formação de litíases renais e esclerose dos vasos sanguíneos. A hipervitaminose de vitamina E, causa problemas sanguíneos como aumento do colesterol e age como anticoagulante, podendo causar hemofilia.

Mas nem todas as vitaminas em superdose causam reações tóxicas, a vitamina K e C, quando em excesso em pessoas saudáveis, podem causar apenas efeito laxativo.