A gastrite é uma inflamação na parede do estômago, mas "nem toda dor na barriga quer dizer que você tenha gastrite", alerta Joaquim Prado Moraes Filho, professor de gastroenterologia da Universidade de São Paulo.

"Uma queimação pode indicar também úlcera, problema do fígado ou pode não ser nada, apenas um desconforto passageiro", afirma o professor. Por isso, é importante procurar um médico quando esse sintoma ou azia, perda de apetite, náuseas, vômitos, diarreia e sangramento nas fezes aparecerem.

Outra dica importantíssima, é saber quais alimentos protegem ou atacam o estômago.

Os mocinhos:

  • Ovo;
  • Mamão;
  • Batata;
  • Brócolis;
  • Gelatina;
  • Pão integral;
  • Iogurte;
  • Agua de coco;
  • Sucos naturais diluídos em água.

Os bandidos:

  • Alho;
  • Doces;
  • Limão;
  • Queijo;
  • Fritura;
  • Abacaxi;
  • Laranja;
  • Pimenta;
  • Adoçante;
  • Ketchup;
  • Mostarda;
  • Chocolate;
  • Embutidos;
  • Churrasco;
  • Temperos fortes e molho de tomate;
  • Café;
  • Alcool;
  • Refrigerante;
  • Guaraná em cápsulas ou em pó;
  • Energéticos em lata;
  • Bebidas muito quentes.

Como acabar com a dor?

  • Evite passar muitas horas sem comer;
  • Se estiver difícil comer, tome apenas um chá morno – de camomila ou erva-cidreira – e biscoito água e sal ou maisena;
  • Vá adicionando outros pratos aos poucos, para não irritar o estômago. Invista em comidas leves, preparadas sem muito óleo e temperos, como purê de batata, macarrão cabelinho de anjo e filé de frango grelhado;
  • De manhã, ainda em jejum, bata no liquidificador 1 folha de couve e 1 copo de água gelada e tome o suco.

Fonte: Site MdeMulher