Quando a menopausa chega, os sintomas mais comuns são ondas de calor, aumento de gordura na região da barriga, melancolia e secura vaginal. Mas sofrer com a menopausa não é uma sina feminina que precisa ser suportada e ponto final. Veja o que você pode fazer quando os sintomas começam a atrapalhar a vida!

 

1. O que é exatamente a menopausa?

É quando os ovários envelhecem e param de produzir os hormônios sexuais. A partir de então, a mulher não pode mais engravidar. Trata-se de um fenômeno natural, que costuma ocorrer entre os 45 e 50 anos de idade. Mas só podemos dizer que estamos de fato na menopausa quando ficamos 12 meses sem menstruar. Antes disso, o ciclo costuma ficar irregular.

2. Como se chama o período que antecede a menopausa?

Climatério. É a fase em que o corpo da mulher se prepara para a menopausa. Esse período começa por volta dos 38 anos e é marcado por irregularidades na menstruação (o fluxo pode não descer de tempos em tempos) e pelas primeiras ondas de calor. Por conta das falhas menstruais, algumas mulheres acreditam que já estão na menopausa, imaginam que não correm mais o risco de engravidar. abrem mão do método contraceptivo que costumavam usar e acabam engravidando.

3. Quais são os principais sintomas da menopausa?

A queixa mais famosa é o fogacho, um calor súbito em ondas que acomete a região do rosto e do pescoço. Do mesmo jeito que surge, ele desaparece. O sono também acaba prejudicado, a pele resseca, os ossos enfraquecem, favorecendo a osteoporose, e a mucosa vaginal perde a lubrificação, dificultando a atividade sexual. Muda até o jeito de distribuição de gordura no corpo, que fica mais acumulada na cintura e na barriga. Algumas mulheres entram em depressão. Tem gente, porém, que não sente absolutamente nada.

4. Dá para amenizar o incômodo?

É essencial que a mulher se prepare para esse período adotando uma dieta saudável desde cedo, praticando exercícios e evitando hábitos nocivos, como fumar e abusar de bebidas alcoólicas. Manter o peso dentro do ideal para o seu tipo físico também é importantíssimo.

5. Existe tratamento?

Sim. O tratamento é feito com reposição hormonal, que costuma amenizar todos os sintomas, por meio de comprimidos, injeções, adesivos ou cremes vaginais.

6. E quem não pode fazer a reposição hormonal?

Mulheres obesas, que sofrem de diabetes, pressão alta ou que apresentam fatores de risco para câncer de mama (como quem tem um caso próximo na família, por exemplo), podem recorrer a medicamentos à base de plantas medicinais. Converse sempre com seu médico para avaliar direitinho qual a melhor solução para o seu caso.

7. Que cuidados médicos a mulher deve tomar na menopausa?

Ela deve continuar indo ao ginecologista todos os anos. A atenção em relação ao câncer de mama, à saúde do coração e à osteoporose deve ser redobrada.

Fonte: Site mdemulher