Reumatismo é um conjunto de cerca de 300 doenças e normalmente é associado às pessoas mais velhas, mas esse conjunto de doenças pode atingir pessoas de qualquer idade.

Nos países desenvolvidos, há dados de que cerca de 16% dos casos de reumatismo são em menores de 16 anos de idade, porém em países como o Brasil, esse número tende a ser maior.

As doenças comprometem os músculos, articulações, tendões e qualquer outro aparelho locomotor, além de órgãos internos, como coração e rins. As mais conhecidas são a artrite reumatóide, artrose ou osteoartrose, e a lúpus eritematoso sistêmico.

Como o reumatismo engloba várias doenças, as causas também são variadas, mas normalmente ocorrem por um desgaste de alguma estrutura do organismo, podendo ser natural ou devido ao excesso de exercícios. Já outros tipos de reumatismo podem ser provocados por infecções bacterianas ou vírus, como a hepatite e o HIV. Distúrbios metabólicos e hereditariedade também são fatores de risco para o surgimento de alguma complicação.

Os sintomas costumam ser bem parecidos para a grande maioria das doenças, variando apenas o local e as funções atingidas. Os principais são dor, inchaço, calor local, rigidez e fraqueza nos músculos. Em outros casos, pode ocorrer a queda de cabelo, dor de cabeça, lesões na pele, emagrecimento, febre e muito cansaço. Os sinais costumam piorar devido a alterações climáticas, estresse, depressão, traumatismos, sedentarismo, ansiedade e obesidade.

Quanto antes a doença for diagnosticada, mais chances terá de evitar complicações, pois a maioria pode ser controlada ou até mesmo sanada antes de provocar danos consideráveis. Normalmente, o tratamento é feito com uso de medicamentos, como analgésicos e anti-inflamatórios, que auxiliam no combate à dor, além de ser adotada a fisioterapia para reeducar o corpo e os movimentos.