Quando se fala em doença sexualmente transmissível logo já associamos a AIDS, mas existem muitas outras doenças, como por exemplo, a herpes genital.  A doença é transmitida através do contato íntimo, através da boca ou mãos, desde que tenham tido contato direto com feridas causadas pelo vírus.

A transmissão do vírus da herpes normalmente ocorre através das feridas, bolhas e úlceras que estão contaminadas, mas também é possível que ocorra quando não existe algum sinal evidente, sendo fundamental o uso da camisinha em todas as relações.

Em alguns casos, as pessoas nem sabem que possuem o vírus da herpes por não apresentar sintomas, mas os principais sinais são:

  • Dores e irritação;
  • Manchas vermelhas e pequenas bolhas esbranquiçadas;
  • Úlceras na região dos genitais;
  • Cascas que se formam após a cicatrização da úlcera.

As feridas causadas pelo herpes podem aparecer no pênis, saco escrotal, coxas e na uretra, já nas mulheres é comum aparecer na vagina, vulva e colo do útero. Há casos de pacientes com feridas nas nádegas, boca e ânus. Além desses sinais físicos, o paciente ainda pode apresentar febre, mal estar geral, dor muscular e perda do apetite.

Tratamento

O maior problema é que uma vez que a pessoa é infectada, o vírus permanece no corpo, pois não há como eliminá-lo, podendo apresentar os sintomas a qualquer momento e sendo necessário fazer o tratamento em cima do sinal apresentado, normalmente com medicamentos e hidratantes.

A melhor forma é sempre prevenir doenças e para tal use sempre  camisinha e evite contato com fluídos da vagina ou do pênis, pois não é possível sempre identificar o portador do vírus, evite também compartilhar toalhas e roupa íntima com outras pessoas.