Com o objetivo de promover a saúde e o bem-estar, os profissionais da saúde recomendam que as pessoas pratiquem cerca de 150 minutos semanais de exercícios físicos aeróbicos, como andar, correr, pedalar, nadar ou dançar.

No entanto, os profissionais que atuam na área esportiva sempre enfatizam a importância do aquecimento e alongamento muscular para os praticantes de atividades esportivas, sejam elas amadoras ou profissionais. Mas afinal de contas, quais são os reais benefícios do aquecimento e alongamento muscular na prática esportiva? Pesquisadores revisaram a literatura médica com o objetivo de responder a esta questão.

Foram avaliados 62 artigos médicos publicados entre o período de 1978 até 2008. Deste total, 18 artigos (32,62%) estavam em língua portuguesa e 44 (67,38%) em inglês. Os resultados mostraram que o aquecimento muscular tem como principal objetivo prevenir lesões devido à sua gama de efeitos fisiológicos.

A realização do alongamento no término da prática esportiva tem por finalidade evitar o encurtamento muscular. Se este último é realizado diariamente, e por um longo período de tempo, favorece também o aumento do número de sarcômeros, um dos componentes básicos dos músculos, que permite a contração muscular. Consequentemente, o alongamento também proporciona um ganho de flexibilidade muscular. Resumindo, o aquecimento previne lesões musculares, e o alongamento evita o encurtamento muscular e promove a flexibilidade dos músculos.

Fonte: Revista Brasileira de Medicina do Esporte.