Antes mesmo de começar a andar, os bebês já podem frequentar aulas de natação. O contato com a água e com a mãe ou o pai, remetem à criança a vida intrauterina, provocando a sensação de bem-estar e segurança.

Mas o prazer proporcionado não é o único benefício, as aulas de natação trazem diversas vantagens e essas podem perdurar até os 5 anos da criança.

É recomendado que as aulas sejam inseridas na rotina quando o bebê já está mais firme e consegue se equilibrar sentado, isso normalmente ocorre em torno dos 6 meses de vida.

As aulas estimulam os reflexos e o tônus da criança e a partir dos 12 meses de vida, eles já possuem autonomia dentro da piscina, conseguindo se deslocar e bloquear a respiração quando for necessário.

As atividades dentro da água melhoram a coordenação, o equilíbrio e o conhecimento de espaço, proporcionando um desenvolvimento prematuro nas habilidades como engatinhar e caminhar. Além de ampliar a resistência respiratória, melhorar a circulação sanguínea e fortalecer o sistema imune do bebê.

Crianças que praticaram natação nos dois primeiros anos de vida se sentem mais seguras e independentes, sentimentos essenciais para estimular a autoconfiança. Consequentemente, eles conseguem se comunicar melhor e socializam com mais facilidade.